Vida e obra de Jonathan Edwards

 

Jonathan Edwards

Nasceu em uma família puritana, em 5 de outubro de 1703, na cidade de East Windsor, em Connecticut, EUA. Ele foi o quinto de onze filhos gerados pelo casal Rev. Timothy e Esther Edwards. Sua educação infantil o introduziu não apenas no estudo da Bíblia e da teologia cristã, mas também nos clássicos e nas línguas antigas.

Seus anos de estudo

Durante seus primeiros anos de estudo (1716-1722), Jonathan Edwards se engajou em todo tipo de questões contemporâneas, tanto na teologia quanto na filosofia.

Ele estudou os debates entre o calvinismo ortodoxo de seus antepassados puritanos e os movimentos mais “liberais” que o desafiavam, o deísmo, o socinianismo, o arianismo e o arminianismo anglicano.

Desde o início de sua vida, Edwards comprometeu-se a defender suas crenças diante dos eruditos estrangeiros do iluminismo.

Em Yale, Jonathan Edwards escreveu quase exclusivamente sobre a filosofia da natureza e a metafísica. Edwards formulou um sistema metafísico que era idealista, destinado a desafiar o aristotelismo.

Começando o pastorado

Em 1726, Edwards sucedeu seu avô, Solomon Stoddard, como pastor da igreja em Northampton, Massachusetts, a maior e mais influente igreja fora de Boston.

Mudando sua atenção das atividades teóricas de seus anos em Yale para questões mais práticas, ele casou-se com Sarah Pierpont, em 1727. Jonathan e Sarah se conheceram em New Haven, oito anos antes, quando ela tinha 13 anos de idade, mas não se casaram senão oito anos mais tarde. Eles geraram dez filhos em Northampton.

Primeiro Grande Avivamento

Em 1734-1735, Edwards supervisionou algumas das agitações iniciais do Primeiro Grande Avivamento. Ele ganhou fama internacional como avivalista e “teólogo do coração” após publicar A Faithful Narrative of the Surpising Work of God (Uma Narrativa Fiel da Surpreendente Obra de Deus – 1738), na qual descreveu o avivamento em sua igreja e serviu de modelo empírico para os avivalistas americanos e britânicos.

Jonathan Edwards aprofunda as dimensões teológicas de muitas das heranças religiosas que florescem no mundo contemporâneo.

Edwards desafiou os padrões modernos iluminados de seus próprios dias. Ele fez isso por insistir em começarmos com Deus, conforme revelado na Escritura, e na obra redentora de Cristo.

Em vez de começarmos com os padrões populares de como os seres humanos devem resolver seus próprios problemas. A fé em Deus não era, portanto, algo a ser acrescentado às normas culturais da época.

Em vez disso, era o ponto de partida, as lentes pelas quais tudo mais deveria ser analisado. Além disso, a visão teológica de Edwards não era apenas um ponto de partida teórico, mas baseava-se no tipo mais intenso de paixão prática.

A teologia de Edwards era prática porque ele sempre pensava em Deus não como um princípio abstrato, mas como alguém envolvido pessoal e intimamente com toda a criação. O Deus das Escrituras, Edwards insistiu, mantém ativamente um relacionamento íntimo com todo o universo.

E o mais importante é que este Deus ativo está realizando a sua obra redentora em Cristo, que está no centro da história da humanidade.

Edwards foi depois para o posto missionário de Stockbridge, na fronteira ocidental de Massachusetts, onde serviu de 1751 até 1757. Aqui ele pastoreou uma pequena congregação inglesa, foi missionário entre 150 famílias moicanas e mohawks.

No final de 1757, ele aceitou a presidência do College of New Jersey. Durante o tempo em Princeton, Edwards esperava completar, pelo menos, mais dois tratados importantes, um que mostraria “The Harmony of the Old and New Testaments” (A Harmonia do Antigo e do Novo Testamentos)

E um experimento na narrativa teológica, um tratado expandido sobre “The History of the Work of Redemption” (A História da Obra da Redenção). Contudo, ele não viveu para completar estas obras.

Após uns poucos meses em Princeton, ele morreu, em 22 de março de 1758, após complicações provenientes de uma vacina contra varíola. Ele encontra-se sepultado no Cemitério de Princeton.

Vídeo, Retratos da vida de Jonathan Edwards Pr John McAlister

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.